Notícias

Stonewall

Stonewall

 “Stonewall Inn” era um bar localizado no Bairro de Greenwich Village, em Manhattan, em Nova York, nos Estados Unidos, frequentado por Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais(LGBT). Ainda na década de 60 esse público não poderia manifestar sua homoafetividade e os bares sofriam repetidas batidas policiais, culminando com prisões, desaparecimento e mortes. Na época, o Stonewall Inn era propriedade do grupo mafioso denominado Cosa Nostra Americana. Exatamente em 28 de Junho de 1969 os frequentadores deste bar enfrentaram os oficiais, e a polícia perdeu o controle da batida.

Uma multidão se reuniu na rua, na frente do bar, encurralando a polícia dentro do mesmo. A tropa de choque foi convocada, e o cenário virou uma praça de guerra, com confrontos violentos que duraram dias incitando assim uma revolta generalizada. No dia seguinte, os jornais New York Times, New York Post e o New York Daily News publicaram matérias sobre a revolta. No ano seguinte um grupo de ativistas organizou a Primeira Marcha do Orgulho Gay, que se estendeu por diversos países. O dia da Revolta de Stonewall é considerado o Dia Internacional do Orgulho Gay.

No Brasil, as paradas do Orgulho LGBT começaram a se tornar um importante momento de expressão e visibilidade a partir de 1995. Inicialmente, elas eram realizadas em grandes capitais, mas, de acordo com a Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ALGBT), em 2008 o país teve 178 paradas, inclusive em cidades interioranas. No mesmo ano, a parada em São Paulo reuniu 3,4 milhões de pessoas na avenida Paulista e na rua da Consolação. Em 24 de junho de 2016, o presidente dos Estados Unidos Barack Obama oficializou o palco principal da revolta, o Bar Stonewall Inn, como um monumento nacional. Ainda no Brasil, um dos grandes divulgadores da Rebelião de Stonewall foi o cantor Renato Russo, culminando com o CD solo intitulado: “The Stonewall Celebration Concert”.