Notícias

Professora da Faculdade Pan Americana publica 2 livros e faz doações

A elaboração destes livros é um convite para se adentrar em conversações sobre o cárcere a partir das mudanças que se afirmam ao longo do tempo não apenas nos seus princípios, mas também no perfil de sua clientela. Este movimento é um processo árduo, pois apostar em possíveis traduções acerca desse universo prisional é andar por caminhos instáveis e inesperados que se desenlaçam diante dos olhos do investigador e, posteriormente do leitor e leitora. Estabelecer parcerias multifocais a cerca desta investigação favorece a construção de saberes que são tonalizados por variadas formas de análises colocadas sobre a necessidade de se adicionar as contribuições teóricas nesta tessitura.

Evidenciar essa movimentação é uma tentativa de se construir uma maior proximidade com a questão do ambiente prisional e as interfaces da Lei de Execução Penal e, para tal empreendimento, foi necessário entender a força construtiva da produção ligada ao gênero, ao aparato jurídico e a análise da criminalidade. Todas as discussões empreendidas nos livros formam molduras de referências que apresentam a composição da dinâmica carcerária.

Cada produção possibilitou encontrar uma força propulsora revigorada pela diversidade dos modos pelos quais a investigação se propõe trilhar. Todo esse movimento começou a partir do redimensionamento analítico de um objeto de estudo fundamentalmente produtivo: o cárcere. O sentido sobre essa escolha é o modo pelo qual sua participação na fabricação de subjetividades vem atingindo as mudanças no perfil de homens e mulheres que vivenciam a criminalidade.

Dentro desta realidade encontra-se uma equipe multiprofissional composta por: médicos, enfermeiros, terapeutas ocupacionais, psicólogos, assistentes sociais, nutricionistas, pedagogos, entre outros. O pedagogo realiza atividades de continuação de estudos e cursos profissionalizantes interpassando por atividades que visem a ressocialização do encarcerado. Ressalta-se que a importância destas investigações já esta se revela pela originalidade de se adentrar, analisar e apresentar um universo complexo e desafiador como o cárcere, atrelando histórias ocultas ou declaradas da criminalidade que se tornaram objetos de estudo, produzindo assim novas perspectivas para o conhecimento científico.

Para as discussões sobre a temática os livros estão disponibilizados na Biblioteca da Faculdade Pan Americana, cujas doações foram feitas pessoalmente para a Bibliotecária Melissa Araujo.

LOBATO, Hilda Karina da Silva. Lei de Execução Penal e o processo de ressocialização de encarcerados. In: LOBATO, Hilda Karina da Silva; RAMOS, François Silva; SANTOS, Euseli dos. Administração, direito e pedagogia: interdisciplinaridade na percepção de Temas contemporâneos. Minas Gerais: Virtual Books, 2015.

LOBATO, Hilda Karina da Silva. Educação prisional e a Lei de Execução Penal: uma relação possível. In: LOBATO, Hilda Karina da Silva; RAMOS, François Silva; FREITAS, Gustavo Corrêa. Temas Contemporâneos de direito penal. Minas Gerais: Virtual Books, 2015.